Nossos Canais  

Data da publicação

Compartilhe:

ISER 54 Anos: Plantar o começo, cultivar o meio, partilhar sementes! | Boletim #13 2024

Quarta-feira, 24 de Junho de 2024

Olá, tudo bem?

Hoje o ISER completa 54 anos!

O presente faz a gente olhar para o passado visando construir o futuro – que está logo ali, amanhã, no mês seguinte, no ano por vir. Ao longo de sua trajetória de cinco décadas o ISER tem sido feito pela atuação de diferentes pessoas: pesquisadores, ativistas, acadêmicos, gestores, colaboradores, redes diversas, enfim, gente muita diversa, que no conjunto produz conhecimento de qualidade e ações transformadoras para o bem da democracia, dos direitos e da justiça socioambiental no país. 

Somos agradecidos por essa história tão rica, diversa e bonita que é a trajetória social e política do ISER ao tempo que nos sentimos mobilizados pelos muitos e, às vezes, difíceis desafios de nosso contexto atual para seguir afirmando e trabalhando por democracia, diversidade religiosa e laicidade, enfim, direitos humanos – muito mais humanos. 


Plantar o começo

Nesta edição especial do nosso boletim, queremos celebrar a história que se costura entre ontem e hoje. São 54 anos cultivando relações e partilhando conhecimentos e articulações a partir da sociedade civil, com juventudes, lideranças religiosas e laicas, movimentos populares e coletivos, mídias diversas, poderes públicos e mais .

Desde 1970 o ISER atua com base no diálogo e na promoção de alianças estratégicas pela defesa de valores democráticos, justiça e direitos humanos, inclusive ambiente e clima. Nesses 54 anos de existência, nosso trabalho é marcado pela conexão das nossas diferentes faces que, atualmente, são: Religião & Espaço Público e Direitos & Sistema de Justiça.


Cultivar o meio

A partir das nossas formações em diferentes áreas, aprendemos, construímos e multiplicamos junto com pessoas, lideranças e movimentos dos territórios conhecimentos e ações em prol de mais direitos e justiça. Produzimos e socializamos conhecimentos ecoando mensagens que estejam conectadas com o cotidiano, a luta por direitos e a busca por uma sociedade mais justa, inclusiva e sustentável. Nosso trabalho começa nas bases e é expandido coletivamente dentro e fora de nossa “casa de muitas janelas”, onde religiões, direitos e democracia se encontram.

Fé no poder que vem das Bases

Para exemplificar, temos o projeto Fé no poder que vem das Bases, lançado em janeiro de 2021, que conecta lideranças cristãs comprometidas com defesa de direitos, promoção de cidadania e defesa da democracia. Além de disponibilizar formações que articulam debates sobre democracia, direitos humanos e questões sociais, o projeto amplia e fortalece redes de cooperação e estimula o diálogo entre organizações católicas, evangélicas e parceiros do campo dos direitos humanos. Desde o seu lançamento, 240 lideranças já foram impactadas pelos seminários ou formações do projeto.

Boto Fé no Clima

Seguindo o nosso compromisso de construir debates e articulações sobre cidadania, meio ambiente e democracia, lançamos o Boto Fé no Clima, uma formação oferecida pela iniciativa Fé no Clima do ISER, que promove conhecimentos acerca da crise climática, da conexão entre fé e meio ambiente, comunicação e mobilização para o enfrentamento à emergência climática. 

A primeira turma teve início em junho de 2023 e formou 54 jovens de diferentes grupos de fé, entre evangélica, católica, umbandista, indígena, budista e testemunha de Jeová. O Boto Fé no Clima iniciou sua segunda edição em junho de 2024 com a participação de 70 lideranças e juventudes, cujo resultado é a realização de projetos em suas comunidades, templos e/ou territórios.

Guerreiras pelo desencarceramento

A luta pela garantia de direitos e a redução da desigualdade acontece por meio de diferentes frentes. O ISER também entende a importância de contribuir com o fortalecimento de movimentos sociais e articulações coletivas capazes de impactar no campo da justiça criminal e por políticas anti-encarceramento.

Guerreiras pelo desencarceramento, articulada pelo ISER em parceria com movimentos sociais da luta pelo desencarceramento e desinternação, discute processos de criminalização que produzem o encarceramento em massa e os direitos das pessoas privadas de liberdade e seus familiares. 

A partir das oficinas, construímos coletivamente com as participantes – familiares de pessoas privadas de liberdade e sobreviventes do cárcere – conhecimento crítico sobre a atuação da polícia e do sistema e justiça, saúde pública no sistema prisional, expressões do genocídio antinegro no cárcere, a luta contra o racismo religioso no sistema prisional e a disputa pela ampliação de espaços de liberdade. Desde a sua criação, em 2022, o projeto formou 45 familiares de pessoas privadas de liberdade e sobreviventes do cárcere, e em 30 de junho de 2024 começa sua próxima formação com foco no sistema socioeducativo.


Partilhar as sementes

Ao longo da nossa caminhada, estivemos presentes em diferentes espaços de reflexão, conectando saberes e pessoas. O fortalecimento da democracia também acontece quando histórias, que em sua maioria são invisibilizadas, têm a oportunidade de serem compartilhadas.

O ISER vem partilhando sementes que foram plantadas há 54 anos e expandindo as mensagens que são construídas coletivamente em nossa casa. Como a história da Lúcia, moradora da periferia de Petrópolis, que se formou no Guerreiras pelo Desencarceramento, e tem compartilhado a experiência com a sua comunidade, contribuindo para que o acesso à informação sobre os seus direitos alcance mais pessoas. Também como o Fabrício, morador de Pinheiral, interior do Rio de Janeiro, que participou da primeira edição do Boto Fé no Clima e expandiu a atuação ambiental de seu terreiro, em um projeto de coleta de óleo e feitura de sabão, com renda revertida para o sustento da comunidade. A vivência no projeto ampliou sua conscientização já existente sobre as pautas climáticas e tem fortalecido o debate sobre clima e fé em seu território. Já Eunice, uma liderança religiosa de Comunidades Eclesiais de Base no bairro de Santa Cruz, Zona Oeste do Rio de Janeiro, participou do Fé no Poder que vem das Bases e acrescentou ao grupo muita sabedoria em tudo que aprendeu nos mais de 50 anos de caminhada de fé e ativismo. O projeto somou à conexão com a fé que ela acredita, e todo aprendizado é compartilhado com a sua comunidade, em um projeto com crianças e adolescentes da região, que ali praticam capoeira, dança e reforço escolar.

Nas próximas semanas, vamos contar essas histórias com maior profundidade em nossas redes sociais, em uma campanha de aniversário que preparamos com muito carinho.

Quer saber mais sobre essas histórias? Fique por dentro das nossas redes sociais.

Com o território aprendemos, ampliamos o debate na agenda de direitos e justiça socioambiental e fortalecemos a interface entre religião e espaço público. Um trabalho de cultivo que se poliniza no vento, nos corpos e cria raízes pelo Brasil. Obrigado por fazer parte desse coletivo.

A história continua!


Relembre: 10 publicações que marcaram a história do ISER

Religião e Sociedade (desde 1977)

Criada em 1977, Religião & Sociedade é uma das principais publicações científicas na área das Ciências Sociais. A revista é editada pelo Instituto de Estudos da Religião (ISER) e dedica-se à divulgação de resultados inéditos de pesquisas e reflexões acadêmicas de autores brasileiros e estrangeiros, além de resenhas de obras recentes na sua temática.

A disponibilização integral e gratuita de seu acervo busca atender não apenas o seu público alvo, formado por acadêmicos, mas também os diversos segmentos sociais que podem utilizar os artigos disponíveis na revista, tendo em vista o crescente interesse pelo debate público sobre religião.

Confira todas as edições!


Catálogo de Entidades de Movimento Negro no Brasil – Um perfil das entidades dedicadas à questão do negro no Brasil (1988)

No ano que marcava o centenário da Abolição, o Programa Religião e Negritude Brasileira, do ISER, organizou um Catálogo que reunia 573 grupos que atuavam no combate ao racismo e à discriminação racial naquela época, de forma a facilitar o contato entre eles e a organização de diversos eventos sobre a questão racial.

Leia o material completo!


Ecologia, Religião e Sociedade | Comunicações do ISER 43 (1992)

No ano que marcou a Eco 92, o periódico Comunicações do ISER dedicou um número para pensar as relações entre ecologia, religião e cultura. A publicação chamou a atenção para as dimensões menos exploradas da religião e da cultura nos terrenos do chamado “ecologismo”, reunindo teólogos, cientistas sociais, educadores, agentes de pastoral, ativistas ambientais em textos que expressam reflexões de uma época, consideradas “sinais para trilhar caminhos pouco conhecidos”.

Leia o material completo!


Novo Nascimento – Os Evangélicos em Casa, na Igreja e na Política (1994)

A pesquisa desenvolvida pelo ISER, em 1994, mostra a proveniência dos evangélicos brasileiros, seus hábitos, comportamento, opiniões e preferências políticas, às vésperas de uma eleição presidencial. Resultado de 1.332 entrevistas realizadas e 40.172 domicílios visitados no Rio de Janeiro, a pesquisa é repleta de detalhes e diversas informações sobre o mundo evangélico, tendo se tornado uma das pesquisas pioneiras sobre o assunto no Brasil.

Leia o material completo!


Violência e Minorias Sexuais | Comunicações do ISER N° 56 (2001)

Nos anos 2000, a fim de ampliar o entendimento sobre a vitimização de pessoas LGBTQIA+ (chamadas de minorias sexuais à época), o ISER realizou uma pesquisa que enfocou a experiência cotidiana de gays, lésbicas e travestis em relação a conflitos, discriminação e violência no Rio de Janeiro. A publicação teve o “firme propósito de colocar as informações mais fidedignas à serviço da redução da violência contra gays, lésbicas e travestis, subsidiando o diálogo entre organizações comunitárias e poderes públicos”.

Leia o material completo!


Homens e Violência Doméstica: os grupos reflexivos e a Lei Maria da Penha | Comunicações do ISER Nº 65 (2012)

Os elevados índices de violência contra as mulheres têm exigido de governos e da sociedade civil soluções inovadoras, efetivas e mensuráveis de superação deste incômodo quadro. Publicado em 2012, a pesquisa traz diferentes modelos de abordagem que buscam dar uma resposta pedagógica, concreta e transformadora visando alterar o espiral da violência contra a mulher no Brasil.

Leia a pesquisa completa!


50 anos da ditadura no Brasil: memórias e reflexões | Comunicações do ISER Nº 68 (2014)

Publicado em 2014, esta edição da revista Comunicações do ISER foi elaborada no contexto da descomemoração dos 50 anos desde o golpe de estado que implantou uma ditadura civil-militar no Brasil.

A revista traz uma soma de eventos, campanhas, mobilizações e publicações que buscam romper com um longo período de silenciamento, ignorando as feridas abertas e falta de responsabilização dos atos violentos e abusivos de agentes do estado.

Leia a revista completa!


Religião e Voto (2020)

A pesquisa, produzida entre setembro de 2020 e dezembro de 2021, traz dados quantitativos e qualitativos que permitem analisar as diversas formas pelas quais candidatos ao Legislativo mobilizaram sua identidade religiosa nas campanhas para as eleições municipais de 2020.

Confira o Volume 1
Confira o Volume 2 


Mulheres evangélicas para além do voto (2022)

A partir da compreensão, construída por pesquisas de opinião recentes, de que as mulheres evangélicas teriam papel crucial nas eleições nacionais de 2022, o ISER realizou, durante os meses de maio a julho de 2022, a pesquisa “Mulheres evangélicas, política e cotidiano”. A investigação teve como objetivo produzir dados qualitativos que trouxessem novas perspectivas sobre mulheres evangélicas.

Confira o periódico Debates do NER sobre a pesquisa!


Cristianismos e Narrativas Climáticas (2024)

A pesquisa traz uma análise sobre como grupos católicos e evangélicos interpretam os debates relacionados ao meio ambiente, concepções de natureza e mudanças climáticas. Os resultados ajudam a reconfigurar e ressignificar estereótipos relacionados ao público evangélico, principalmente dos participantes da pesquisa na Marcha para Jesus, que têm alta participação e engajamento nas suas comunidades de fé. A pesquisa faz parte do eixo Religião e Espaço Público do ISER.

Leia o material completo!


Para receber o boletim quinzenalmente no seu e-mail, cadastre-se aqui!